Polícia Científica do Estado de Goiás atua na investigação de suposto racha que resultou na morte de duas pessoas

08/06/2022 24/06/2022 14:54 152 visualizações

Da Ascom

A Polícia Científica do Estado de Goiás – por meio da Seção de Perícias em Áudio e Imagem (SEPAI) de seu Instituto de Criminalística (ICLR/SPTC), realizou na última sexta-feira, 3, Perícia Criminal na Avinda T-9, com o propósito de determinar as velocidades exata dos veículos envolvidos no suposto “racha” ocorrido no dia 7-Maio. O racha resultou na morte de dois jovens.

Além da determinação das velocidades (por meio das imagens do evento), outras circunstâncias também podem ser detectadas e comprovadas; circunstâncias essas que podem ser importantes para a investigação. A apuração dos fatos está a cargo da Delegacia de Investigações de Crimes de Trânsito (DICT).


Além da atuação por meio da SEPAI a Polícia Técnico-Científica já havia atuado no referido caso, por meio da atuação de equipes de Perícia Criminal da Seção de Perícias de Crimes de Trânsito (SEPTRAN) do mesmo Instituto (ICLR/SPTC), e de Medicina Legal do Instituto Médico-Legal Aristoclides Teixeira (IMLAT/SPTC), essas no caso, analisando as lesões nas vítimas fatais.

 

Vale ressaltar que todo o conjunto de vestígios, depois de analisado, será encaminhado à autoridade policial responsável pelo Inquérito Policial, viabilizando a identificação e responsabilização dos autores de possível Crime de Trânsito.