Polícia Científica da Polícia Civil faz coleta de provas em carro de suspeito do sumiço da namorada em Goiás; homem foi preso no final de semana em Paranã

17/05/2022 17/05/2022 10:24 198 visualizações

Da Ascom

A Perícia Oficial Criminal do Tocantins coletou, na manhã desta segunda-feira, 16, provas do veículo usado por um homem suspeito de envolvimento no sumiço da namorada Luiza Helena Pereira, de 38 anos, na cidade de Aparecida de Goiânia (GO). Ele foi preso nesse domingo, 15, no município de Paranã, região sudeste do Tocantins. As informações sobre a colaboração da Polícia Científica do Tocantins na prisão e investigação do caso foram repassadas pela Superintendente da Polícia Científica do Estado do Tocantins, Aldênis Bezerra Cavalcante.

O carro estava escondido em uma fazenda localizada a 80 km da sede do município de Paranã e o exame pericial foi realizado nessa segunda-feira, 16, pelo Perito Oficial José Luiz e pelo Papiloscopista Joedson Rodrigues Figueira.

Aldênis Bezerra informou que a delegada de Goiás, responsável pelo caso, fez contato com a Superintendência da Polícia Científica e solicitou a colaboração da Perícia tocantinense porque o veículo usado pelo suspeito está sem freios, o que colocaria em risco a vida dos agentes que conduziriam o carro até o Estado vizinho. ‘Sem freios os agentes não teriam como levar o veículo agora para a cidade de Aparecida, então ela entrou em contato comigo e pediu para que periciássemos o veículo em busca de vestígios que possam comprovar que ele transportou o corpo da moça nesse carro e, hoje cedo, um Perito e um Papiloscopista que atuam na região de Arraias e Paranã se deslocaram para atender essa ocorrência’, relatou.

A superintendente disse ainda, que ‘a Polícia Civil de Goiás irá requisitar o Laudo Pericial de vistoria do veículo que será confeccionado pelos nossos Peritos e os vestígios coletados serão encaminhados aquele Estado para os exames posteriores’, finalizou.

Entenda o caso

O sumiço de Luiza foi registrado na Polícia Civil de Goiás no dia 9 deste mês, por familiares que pediram ajuda para encontrá-la. Segundo a Polícia Civil de Goiás, informações repassadas por parentes dão conta de que ela estava com o namorado na casa de um familiar, em Aparecida de Goiânia, no dia 6, quando o casal discutiu, foi embora e não deu mais notícias. O homem era considerado foragido, já que um mandado de prisão contra ele tinha sido expedido na última sexta-feira, 13.